ad

O resultado do clássico deste domingo, às 16h, entre Corinthians e Santos, no estádio Itaquerão, em São Paulo, pela 14.ª e penúltima rodada, não terá nenhum impacto nesta primeira fase do Campeonato Paulista. As duas equipes lideram os seus grupos com folga e já estão classificadas para as oitavas de final. Assim, o que estará em jogo é o direito de poder sempre decidir em casa os duelos das próximas fases, inclusive na final, caso as duas equipes cheguem à decisão.

Restando duas rodadas para o fim da primeira fase, o Corinthians tem 35 pontos e a melhor campanha geral do campeonato. O Santos soma 30 pontos. Para saírem com a vitória do Itaquerão, os dois treinadores apostam todas as suas fichas em seus principais atacantes: Guerrero, do lado corintiano, e Robinho, no santista.

O peruano chega ao clássico em ótima fase. O atacante marcou nada menos do que oito gols nas últimas quatro vezes em que esteve em campo. Sua melhor atuação foi diante do Danubio, na última quarta-feira, pela Copa Libertadores, quando foi às redes três vezes. Antes, no entanto, ele já havia marcado dois gols contra Penapolense e Capivariano, além de ter feito um gol no jogo de ida diante dos uruguaios, em Montevidéu.

A pontaria calibrada mostra que a novela sobre a renovação do seu contrato não tem mexido com a cabeça do atacante nem afetado o seu rendimento. Desde o dia 15 de janeiro, quando Guerrero ficou livre para assinar um pré-contrato com o outro clube e deixar o Parque São Jorge de graça no segundo semestre, ele já marcou 12 gols.

Se mantiver este ritmo, o peruano deve passar facilmente a marca de 2013, quando marcou 18 vezes pelo Corinthians. O atacante costuma se dar bem em jogos decisivos e clássicos, o que aumenta a expectativa da torcida por mais gols neste domingo.

corinthiansxsantos

Portal Guaíra com informações da CGN/Estadão Conteúdo


ad