(Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)

Durante seu discurso na cerimônia de diplomação na segunda-feira (12), o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou sobre a necessidade de uma legislação internacional mais dura para combater a desinformação nas plataformas digitais.

Enquanto falava sobre a importância de fortalecer a democracia e os ataques contra o sistema eleitoral durante o período de campanha, Lula disse que “a Nação foi envenenada com mentiras produzidas no submundo das redes sociais”.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Ele atribuiu a violência política dessas eleições às mentiras e ao ódio propagados nas redes sociais.

Lula também falou que os “inimigos da democracia” se organizam ao redor do mundo, e “usam e abusam dos mecanismos de manipulações e mentiras, disponibilizados por plataformas digitais que atuam de maneira gananciosa e absolutamente irresponsável”.

Ele defendeu que o combate a desinformação seja feito através de tecnologias avançadas e de uma legislação internacional mais dura e eficiente, convocando ações da governança global.

O presidente eleito também ressaltou que a intenção não é renunciar à defesa da liberdade de expressão, mas defender o acesso à informação de qualidade. “Sem mentiras e manipulações que levam ao ódio e à violência política”, disse.

Portal Guaíra com informações da CNN