Cruzeiro vence Goiás e levanta a taça do Brasileirão pela segunda vez consecutiva
Cruzeiro vence Goiás e levanta a taça do Brasileirão pela segunda vez consecutiva
Cruzeiro vence Goiás e levanta a taça do Brasileirão pela segunda vez consecutiva

O Cruzeiro é o melhor time do Brasil pelo segundo ano consecutivo. O período de hegemonia da Raposa no futebol brasileiro começou com a contratação de Marcelo Oliveira, técnico que mostrou serviço no Coritiba, mas chegou a Belo Horizonte-MG sob forte desconfiança da torcida. Hoje o treinador se tornou um dos ídolos do time, atingindo o auge da carreira com o título de 2014, conquistado dentro do Mineirão.

O treinador com passado no arquirrival Atlético-MG provou ser profissional, e indicou contratações que encaixaram como uma luva no Cruzeiro. Essa é a receita de sucesso do tetracampeonato, que foi conquistado com bastante folga em cima da concorrência. Prova disso, é que os cruzeirenses assumiram a liderança do Brasileiro na sexta rodada e não perderam mais a ponta da competição.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Restam ainda duas rodadas para o fim do Brasileiro, mas, assim como fez em 2013, o Cruzeiro confirmou o título de forma antecipada, mais uma prova da força da Raposa. Dono do melhor ataque do campeonato, a equipe celeste ficou com a taça mostrando um futebol envolvente, que foi atrapalhado pelo desgaste do excesso de jogos, mas o melhor time do Brasil superou o cansaço e foi novamente coroado com a taça.

O título de 2014 é o quarto dos celestes, campeões em 1966, 2003, ano da Tríplice Coroa com o time comandando pelo craque Alex e a última conquista foi a da temporada passada. Em 2014, os grandes destaques da equipe são: os armadores Everton Ribeiro e Ricardo Goulart, que foram, inclusive, lembrados para a Seleção Brasileira. O goleiro e capitão Fábio também foi peça fundamental no tetracampeonato.

O time base do Cruzeiro campeão de 2014 foi o seguinte: Fábio; Ceará, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Willian e Marcelo Moreno. Jogadores como o jovem Mayke e os atacantes Marquinhos e Alisson também podem ser considerados titulares já que houve uma espécie de revezamento na equipe, por ordem tática ou por lesão.

Campanha Brasileirão 2014

Os números do Cruzeiro no Brasileiro não deixam dúvidas sobre o mérito da Raposa para levantar a taça. Em 36 jogos, a equipe comandada por Marcelo Oliveira venceu 23 partidas, empatou em sete oportunidades e perdeu apenas seis vezes, somando incríveis 76 pontos, faltando ainda dois jogos para o fim da competição.

Um dos trunfos da equipe mineira para não dar chances aos rivais foi o fator casa, com os celestes vencendo quase todos os jogos no Mineirão, empurrado pela torcida que apoiou o time desde o início do Brasileiro. O time de Marcelo Oliveira soube usar bem o mando de campo, e perdeu apenas uma partida no Gigante da Pampulha, o clássico contra o arquirrival Atlético-MG. A parceria entre a torcida e o time foi fundamental para os celestes dispararem na ponta da competição sem ter o título ameaçado.

Formação do elenco

Contratado em dezembro de 2012, em menos de um ano, o técnico Marcelo Oliveira conseguiu montar uma equipe que envolveu os adversários oscilando muito pouco na competição, conquistando o Brasileiro de 2013. Sem o poderio econômico de clubes de Rio de Janeiro e São Paulo, a diretoria celeste e o treinador fizeram contratações precisas para a formação do elenco.

Com o time pronto, a cúpula celeste manteve os principais jogadores de 2013, e o resultado veio dentro de campo, com a equipe repetindo o feito da temporada passada e ficando com a taça do Brasileiro pelo segundo ano consecutivo, feito que apenas o São Paulo tinha conseguido até então.

Veja resultados dos confrontos pela 36ª rodada

Sábado – dia 22 de novembro

 Internacional  2×1  Atlético-MG 

 Bahia  1×2  Atlético-PR 

Domingo – dia 23 de novembro

 Flamengo  1×1  Criciúma 

 Sport  2×2  Fluminense 

 Santos  0x1  São Paulo 

 Cruzeiro  2×1  Goiás 

 Figueirense 2×0  Vitória 

 Corinthians  1×0  Grêmio 

 Coritiba  2×0  Palmeiras 

 Chapecoense  2×0  Botafogo 

Fonte: Gazeta Esportiva/A Gazeta News