A Receita Federal divulgou no dia 19 de fevereiro as regras para declarar o Imposto de Renda 2020. O prazo de entrega deste ano será entre 2 de março e 30 de abril. Além das declarações vinculadas à atividade rural, o Sindicato Rural também realiza o serviço para pessoas físicas.

De acordo com a Receita, são esperadas 32 milhões de declarações este ano. Frente ao ano passado, o fisco espera que cerca de 1,5 milhão a mais de contribuintes prestem contas ao leão neste ano. As empresas devem entregar o comprovante de rendimentos aos funcionários e clientes até 29 de fevereiro.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Na atividade rural, são obrigados a declarar os contribuintes que receberam mais de R$ 142.798,50 ou tem prejuízo rural a ser compensado no ano-calendário de 2018 ou nos próximos anos.

Quem atrasar a entrega da declaração do Imposto de Renda 2020 terá de pagar multa de 1% sobre o imposto devido ao mês. O valor mínimo é de R$ 165,74 e o máximo é de 20% do imposto devido.

Restituição
Sobre a restituição, a Receita informou que esse ano o pagamento será antecipado. Os lotes serão liberados entre os dias 29 de maio e 30 de setembro. No ano passado, foram pagos entre junho e dezembro.

“Nosso objetivo é que o produtor faça tudo aqui no sindicato. Que ele facilite a vida dele e que ofereça as melhores soluções para seus problemas”, disse Paulo Orso, presidente do sindicato.

Portal Guaíra com informações da Tarobá