Diversos partidos emitiram notas com cumprimentos à vitória do candidato Luiz Inácio Lula da Silva no segundo turno das eleições presidenciais. As legendas citaram o compromisso com a democracia e sugeriram propostas para trazer de volta a paz ao país.

“Cumprimentamos o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva. Que ele seja capaz de pacificar o País, e avance em pautas por mais empregos e renda”, destacou o MDB em nota assinada pelo presidente do partido, deputado Baleia Rossi (SP). O texto também parabenizou a vitória do governador reeleito de Alagoas, Paulo Dantas, e dos vice-governadores do partido Gabriel Souza (RS) e Geraldo Júnior (BA).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Legenda do candidato à Presidência Ciro Gomes, que ficou em quarto lugar no primeiro turno, o PDT disse que a vitória trará esperança de futuro para as crianças e os jovens. “Hoje a democracia venceu! Podemos acreditar em futuro melhor para as crianças e jovens do nosso Brasil! Viva a democracia!”, postou a conta do partido na rede social Twitter.

Em nota, o PSOL  avaliou que Lula teve votação respeitável e que a vitória representa uma derrota para a extrema-direita e para o orçamento secreto. “Mais de 60 milhões de votos pela democracia!!! Tem que respeitar! Que o fascismo se prepare, porque a democracia venceu!!!!”, postou o partido nas redes sociais. “A democracia venceu: Lula presidente!”.

A Federação PSDB-Cidadania cumprimentou Lula e pediu compromisso em reunificar o país. “O presidente agora tem a difícil missão de unificar um país dividido e com graves problemas sociais a serem superados. Sem repetir os erros do passado, precisará de diálogo e responsabilidade para governar”, escreveu o presidente da Federação, deputado Bruno Araújo (PSDB-PE).

Partidos de oposição ao futuro governo também se manifestaram. O candidato à Presidência pelo Partido Novo, Felipe D´Ávila, derrotado no primeiro turno, cumprimentou o presidente eleito e informou que pretende exercer oposição com responsabilidade.

“Cumprimento Lula pela vitória. Agora, nos resta fazer o papel de oposição ao novo governo. Seguirei firme defendendo os valores, princípios e propostas que apresentei ao longo da campanha presidencial: combate implacável ao populismo, defesa da livre economia, erradicação da pobreza extrema, prioridade à educação básica, luta para transformar o Brasil em uma potência ambiental”, escreveu D’Ávila.

“O nosso programa de governo continuará a nortear as nossas ações, propostas e posicionamento político nessa difícil travessia que o Brasil terá de fazer nos próximos quatro anos. Podem sempre esperar da minha parte o que demonstrei na campanha: coragem, coerência e perseverança para lutar pelo Brasil que queremos”, completou o ex-candidato pelo Partido Novo.

Portal Guaíra com informações da EBC