O vovô Youssef é um libânes de 91 anos que assim como a maioria dos brasileiros também teve seu comércio afetado na crise causada pelo novo coronavírus.

Com uma loja de tecidos no centro de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo (SP), Youssef ficou com a loja fechada por três meses durante a pandemia, e com a retomada do comércio em São Paulo recorreu as redes sociais para pedir ajuda.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Fechado há três meses, o comércio de Youssef e sua família tem um atendimento bastante tradiconal em Guarulhos, e a única coisa que o senhor pede é que as pessoas comprem seus tecidos.

“Agradecemos de coração a todos que estão oferecendo apoio financeiro! No momento, o Youyou não está aceitando doações, seu desejo é que conheçam sua loja e seus tão amados tecidos!”, explicou uma das publicações no Instagram, que já soma mais de 16 mil seguidores.

Nas redes sociais, Youyou, como é carinhosamente chamado, tem a ajuda da filha para realizar as postagens. Entretanto, apesar de toda a repercussão, o atendimento da loja é apenas presencial.

“Em respeito ao pedido do Sr. Youssef, por enquanto não estamos passando preços via mensagem. Infelizmente, ainda não estamos realizando entregas online ou via correios. A loja do Sr. Youssef é bastante tradicional e ele prefere atender presencialmente, mas estamos nos organizando para, em breve, atender a todos da melhor e organizada forma possível”, explicou a filha de Youyou.

Apesar de estarmos em Curitiba e não podermos efetuar vendas presencias, desejamos toda energia positiva nas vendas do comércio do senhor Youssef, que logo logo deve expandir seus horizontes de entrega.

Portal Guaíra com informações da RIC Mais