ad

O governo do Paraguai convocou nesta quarta-feira (11) o embaixador do Brasil no país, Carlos Simas Magalhães, para dar explicações após um incidente ocorrido na fronteira entre os países dois dias antes.

Em entrevista à rádio paraguaia ABC Cardinal, o ministro de Relações Exteriores do Paraguai, Antonio Rivas Palacios, afirmou que agentes da Polícia Federal brasileira ultrapassaram o limite entre os dois países no Rio Paraná durante perseguição a uma lancha que supostamente carregava entorpecentes.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Durante a caçada, os policiais brasileiros se depararam com bombeiros paraguaios, que levantaram as mãos e advertiram sobre a entrada irregular no território do país.

O caso ocorreu em um clube perto de Ciudad del Este, na fronteira com Foz do Iguaçu.

Em nota, o Ministério de Relações Exteriores do Paraguai afirmou que os dois diplomatas se reuniram nesta manhã. No encontro, o chanceler paraguaio disse ao embaixador brasileiro que “é necessário continuar com trabalhos conjuntos e mecanismos estabelecidos no âmbito dos órgãos de segurança de ambos os países” para evitar “a repetição de incidentes do tipo”.

O G1 entrou em contato com o Itamaraty, que, até a última atualização desta reportagem, não havia comentado o caso.

Portal Guaíra com informações do G1