ad

O empresário do setor de cerâmica suicidou-se durante um evento com a presença do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD), na manhã desta quinta-feira.

O gaúcho Sadi Gitz estava na plateia do Simpósio de Oportunidades – Novo Cenário da Cadeia do Gás Natural em Sergipe e cometeu o ato logo após o pronunciamento do governador. Participantes registraram o momento do tiro.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Segundo relatos de pessoas que presenciaram o suicídio, Gitz se levantou após a fala do governador, ameaçou dizer algumas palavras e se matou.

Fontes do governo estadual contaram que o empresário era dono de uma fábrica de cerâmica que havia entrado em hibernação, por causa do alto preço do gás. Com isso, ele teria falido.

Em nota publicada no Twitter, o governo afirmou que o Simpósio estava cancelado e lamentando o ocorrido.

O Governo do Estado de Sergipe lamenta o ocorrido com o empresário Sadi Gitz, da cerâmica Escurial, que cometeu suicídio durante o evento.

Por conta do ocorrido, o Simpósio de Oportunidades para o novo cenário do gás natural em Sergipe está cancelado.

Portal Guaíra com informações da Catve