(Foto: Divulgação / PMDB)

ad

[dropcap color=”#eeee22″]M[/dropcap]ais três deputados paranaenses dizem ter retirado seu apoio à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Lava Jato, que deve investigar irregularidades em delações premiadas da Operação Lava Jato. Depois de conseguir 190 assinaturas (nove de 30 deputados paranaenses), o suficiente para que o requerimento fosse aprovado, a repercussão negativa fez com que diversos deputados recuassem. Eles alegam que foram “enganados” pela Liderança do PT na Câmara, autora da proposta.

Do Paraná, além de Rubens Bueno (PPS) e Toninho Wandscheer (PROS), que já haviam declarado que tentariam retirar as assinaturas, agora Assis do Couto (PDT), Alfredo Kaefer (PP) e o ex-ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PP) também recuaram. Da bancada paranaense, ainda mantêm o apoio os deputados Ênio Verri (PT), Ricardo Barros (PP) e Zeca Dirceu (PT).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

No total, segundo contagem do site O Antagonista, houve 78 desistências. Apesar dos recuos, o regimento da Câmara não permite que as assinaturas sejam retiradas. O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), é que pode instalar ou engavetar a CPI.

Portal Guaíra com informações do Bem Paraná