Fila de caminhões na BR-060, que liga Brasília a Goiânia (foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

ad

Apesar do acordo firmado entre governo e caminhoneiros na quarta-feira (25), a categoria mantém diversos pontos de rodovias federais parcialmente ou totalmente bloqueados na manhã de hoje (26). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Rio Grande do Sul, há 27 trechos interditados pelos manifestantes nas BRs-101, 116, 158, 285, 386, 392, 468, 470 e 272.

Em Santa Catarina, ainda há 11 pontos de bloqueios com interdição parcial das pistas. Os caminhoneiros ocupam trechos das BRs-116, 282, 470, 158 e 163. Já Em Mato Grosso do Sul, manifestantes bloqueiam o quilômetro 256 da BR-163, em Dourados.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Pela proposta apresentada ontem, o governo promete sancionar a Lei dos Caminhoneiros sem vetos, prorrogar por 12 meses o pagamento de caminhões por meio do Programa Procaminhoneiro, além da criação, por meio de negociação entre caminhoneiros e empresários, de uma tabela referencial de frete. Nesse item, os representantes dos caminhoneiros pediram que o governo atue na mediação com os empresários.

As manifestações dos caminhoneiros, que tiveram reflexo em mais de dez estados, já provocam desabastecimento de combustível e alimentos em algumas cidades.

Fila de caminhões na BR-060, que liga Brasília a Goiânia (foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Fila de caminhões na BR-060, que liga Brasília a Goiânia (foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Portal Guaíra com informações da Agência Brasil