ad

[dropcap color=”#81d742″]O [/dropcap]caso da esposa que espalhou panfletos em Apucarana, no Norte do Paraná, mostrando uma conversa no WhatsApp entre a amante e o marido, ganhou mais um capítulo. A amante exposta decidiu processar a ‘rival’, que confessou ser a responsável pela divulgação dos folhetos pela cidade.

Irritada, a amante procurou a Polícia Civil e afirmou que teve que parar de frequentar a faculdade de Direito que cursava devido à polêmica que envolveu o caso. Agora, a esposa pode responder criminalmente por injúria e difamação, além de ter que pagar indenização na esfera civil.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Além dos panfletos, com a chamada “Procuro homem casado”, a esposa contratou um carro para distribuir os papéis para toda a cidade, inclusive na frente da faculdade e do trabalho da jovem.

Ela ainda criou um perfil falso no Facebook para aumentar a repercussão da história. Um Termo Circunstanciado de Ocorrência sobre o caso foi encaminhado para o Juizado Especial Criminal, que deve julgar a pena da mulher que divulgou os panfletos.

Portal Guaíra com informações da Banda B