Uma carreta carregada com sementes tombou na quinta-feira (9) no viaduto da BR-376, entre Maringá e Sarandi, no norte do Paraná.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista, de 32 anos, sofreu ferimentos leves e foi encaminhado pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) para o Hospital Universitário de Maringá.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Parte da carga ficou espalhada pela pista.

Acidentes em série
O acidente desta quinta-feira foi o sexto envolvendo caminhões no mesmo local nos últimos quatro anos.

O primeiro caso aconteceu em 18 de outubro de 2016, quando um motorista não conseguiu fazer a curva e derrubou parte da mureta de proteção e por pouco não caiu. Parte da carga de farelo de soja ficou esparramada pela pista.

Quase dois anos após o primeiro acidente, em 4 de outubro de 2018, outro motorista não conseguiu fazer a curva e tombou sobre a mureta do viaduto. Parte da carga de condimentos, como ketchup e maionese caiu sobre veículos que passavam sob a estrutura.

Também em 2019, onze dias após o acidente com a carga de carne, foi a vez de um caminhão carregado com frangos bater na mureta e tombar sobre a pista.

Em 26 de setembro de 2019, foi a vez de uma carreta carregada com 80 toneladas de carne de frango tombar sobre a mureta do viaduto. Metade da caçamba ficou para fora da estrutura.

Já em 23 de março deste ano, um motorista que seguia de Goiás para Paranaguá perdeu o controle na curva e tombou com uma carga de farelo de soja. Parte da carga caiu na pista de baixo do viaduto.

Excesso de velocidade
Segundo a PRF, os acidentes no viaduto acontecem por falta de respeito à sinalização. No local, uma placa indica que a velocidade máxima é de 40 km/h.

“O excesso de velocidade tem sido o fator principal dessas ocorrências”, disse o inspetor Pedro Faria.

Portal Guaíra com informações do G1