ad

[dropcap color=”#1e73be”]O[/dropcap] candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro,  está recebendo analgésicos para controlar a dor, após cirurgia realizada na noite de quarta-feira (12) para tratar uma aderência que obstruiu o intestino delgado. Ele continua internado na Unidade de Terapia Intensiva sem previsão de alta, segundo o mais recente boletim médico divulgado na quinta-feira (13) pelo Hospital Albert Einstein, onde está internado desde o último sábado (7).

Bolsonaro não apresentou sangramentos nem outras complicações decorrentes da cirurgia e está em jejum oral, com alimentação exclusivamente endovenosa.

Apesar do procedimento, a avaliação médica é de que Bolsonaro tem evolução clínica estável, permanece sem febre, sem sinais de infecção e com função renal normal.

Por ordem médica, as visitas estão restritas a pessoas autorizadas pela família.

As informações são da Agência Brasil


CLINICA SALUTAR