O BBB é um jogo complicado, mas ao contrário do que os participantes pensam, o mais difícil é ditar os rumos do confinamento aqui fora, não lá dentro. Foi o caso da primeira eliminação desta edição: de um lado Ivan, uma samambaia; do outro, Aline, uma barraqueira.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O que seria melhor para os próximos meses: alguém apagado na casa ou alguém ligado demais? A resposta é óbvia, afinal é um programa de entretenimento, não o jardim botânico, mas hoje o público decidiu por eliminar Aline com 77% dos votos e manter a paz na estufa.

Entendo a escolha da maioria, mas não concordo!

Ivan não fez por merecer vencer a disputa, foi rejeição mesmo. Mal ouvi a voz do professor até agora. Só que Aline falou demais, e bobagem demais, coisa que o pessoal do mundo real não costuma perdoar, ainda mais na primeira semana, quando todos pisam em ovos.

Preferia que ela ficasse, até porque samambaia quando cria raiz na casa costuma vegetar até o final sem mérito algum. Se Aline continuasse, pelo menos um barraquinho ainda renderia – portanto mais assunto, mais polêmica, mais movimentação. Por enquanto, como diz o Fernandão, continuarão na zona de conforto por lá.

Fonte: Marcia Simões