Quase 80% da costa paranaense está própria para receber banhistas ou a prática de atividades esportivas nesta temporada de verão. É o que apontou o Boletim de Balneabilidade do Instituto Água e Terra (IAT) divulgado na sexta-feira (20). O órgão ambiental é vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável (Sedest).

De acordo com o relatório, dos 76 locais monitorados, entre Litoral e regiões Oeste e Norte, 59 receberam a bandeira azul, indicando a boa qualidade da água. Outros dez pontos, porém, são sempre considerados impróprios por serem foz dos rios da região litorânea, ou seja, locais que drenam as áreas urbanas.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Em relação ao boletim da semana passada, três áreas da Ilha do Mel, todas na Praia de Encantadas, passaram a ser consideradas impróprias, identificadas por bandeiras vermelhas. Já nas Costas Oeste (praias artificiais no reservatório de Itaipu) e Norte (Primeiro de Maio) todos os pontos estão aptos para banho.

Outros quatro locais seguem identificados como impróprios: no Rio Nhundiaquara, em Morretes/Antonina na altura do Lago Lamenha Lins e Porto de Cima, em Ponta da Pita; e no Rio Marumbi, próximo à ponte Estrada Anhaia.

Este é o quinto Boletim de Balneabilidade da temporada de verão 2022/2023. O documento, divulgado pelo IAT toda sexta-feira, alerta a população sobre os locais que podem causar problemas de saúde quando em contato com a água, pela transmissão de bactérias, vírus, como dermatite, diarreia, problemas respiratórios, entre outros. São locais onde a análise laboratorial identificou a presença da bactéria Escherichia coli, presente em fezes de animais e humanos. O monitoramento começou na semana do Natal e vai até o fim da temporada, no carnaval.

“Essa pesquisa é importante por tornar público as águas que carregam diversos vírus e bactérias prejudiciais à saúde. Pessoas com imunidade mais sensível, como idosos e crianças, podem perder todo o verão ao contrair doenças nesses pontos impróprios”, afirmou a bióloga do laboratório de microbiologia do IAT em Curitiba, Beatriz Silveira. Ela é uma das responsáveis por mapear a qualidade da água de todo o litoral do Estado.

COMO SABER – É possível acessar os Boletins de Balneabilidade no site www.iat.pr.gov.br no menu Monitoramento/Balneabilidade, ou ainda baixar o APP Balneabilidade Paraná, disponível para celular Android no Google Play. O serviço é ofertado há mais de 30 anos e realizado no período de maior fluxo de veranistas.

A análise das amostras de água é feita no laboratório do órgão ambiental, de acordo com a Resolução Conama nº 274/2000, e os resultados são divulgados semanalmente. Ao longo desta temporada do Verão Maior Paraná serão emitidos nove boletins, até o dia 17 de fevereiro de 2023, na semana do carnaval.

VERÃO MAIOR PARANÁ – O Verão Maior Paraná tem ações voltadas aos veranistas e comunidade local, com atividades esportivas e de lazer, aulas de ginástica, dança, caminhadas, recreação infantil, torneios e eventos esportivos, além de uma série de outras práticas relacionadas ao entretenimento. Acesse o site www.verao.pr.gov.br e confira a programação completa das atrações promovidas pelo Governo do Estado. As ações acontecem nos municípios do Litoral, além de Porto Rico e São Pedro do Paraná, no Noroeste do Paraná.

Portal Guaíra com informações da AEN