A Polícia Civil divulgou áudios de conversas entre o pai e a mãe de Eduarda Shigmatsu, que foi encontrada morta no terreno de sua em Rolândia. Os áudios foram gravados após o desaparecimento da garota, em 24 de abril.

O pai da vítima, Ricardo Seidi, preso por ocultação de cadáver, alegou que encontrou a menina morta em casa e confessou ter enterrado a filha. Mesmo assim, ele mandou um áudio para a mãe da jovem, Jéssica Pires, um dia depois de a garota desaparecer, dizendo que tinha ido até a Polícia Militar (PM) e registrado um boletim de ocorrência.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Ricardo: “Então Jéssica, eu fui lá no batalhão agora e já formalizei o boletim de ocorrência, infelizmente até agora não tem notícia, tem que aguardar, já falei com a vizinhança aqui, o pessoal.”

Em seguida, o homem enviou outro áudio, afirmando que a polícia desconfiava que a menina estivesse com a mãe.

Ricardo: “Eles estão desconfiados que você levou ela embora, eles perguntaram pra mim várias vezes, se não estaria com você”.

O homem ainda afirmou para a ex-companheira que o Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas atuaria diretamente no caso.

Ricardo: “Outra coisa, esse tal de Sicride tá vindo pra cá, vão vir aqui, vamos ver o que vai acontecer, eles vão investigar”.

Os documentos foram entregues pela mãe da menina para a Polícia Civil. De acordo com a PC, os agentes têm até o final do mês para concluir o inquérito.

Portal Guaíra com informações da Rede Massa