Hong Kong em alerta contra a Síndrome Respiratória do Oriente Médio(Philippe Lopez/AFP/VEJA)

Autoridades de saúde de Hong Kong colocaram em quarentena 18 companheiros de viagem de um homem sul-coreano que chegou à cidade infectado com Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS, na sigla em inglês).

As 18 pessoas foram acomodadas no resort Lady MacLehose Holiday Village, em uma parte remota de Hong Kong, por duas semanas, mas não apresentaram sintomas até agora. Outras 17 estão sob vigilância médica.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O homem sul-coreano infectado, de 44 anos, voou de Seul para Hong Kong na terça-feira (26) e, em seguida, viajou de ônibus para o continente chinês. Ele está sendo mantido em isolamento em um hospital no sul da China.

O vírus potencialmente fatal é semelhante ao da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), que eclodiu na China em 2002. Quinze casos de MERS foram detectados na Coreia do Sul. Autoridades de Hong Kong pediram a outros passageiros do voo 723 da Asiana Airlines para entrar em contato com a companhia.

Portal Guaíra com informações da Veja