(Foto: Ilustração/ Pixabay)

Um homem foi condenado a 43 anos de prisão por estupro de vulnerável na quinta-feira (30) em Apucarana, região Norte do Paraná. O acusado abusava sexualmente da enteada por sete anos seguidos.

O detido esperava a mãe da criança sair de casa para praticar os abusos, afirmando para a vítima que as ações eram uma coisa “normal” entre pais e filhos. A menina era castigada quando recusava as tentativas do homem.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A criança contou os fatos para a terapeuta, que em seguida, relatou para a mãe da vítima. Os abusos aconteciam entre 2014 e 2021, e a menina tinha seis anos de idade quando o padrasto começou a tocá-la.

A sentença é de 43 anos, 9 meses e 18 dias de prisão em regime fechado, sem a possibilidade de recorrer em liberdade.

Portal Guaíra com informações da Ric Mais