Philippe Coutinho abriu o placar no Palestra Itália, no primeiro tempo, após jogada individual na linha de fundo (foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

ad

Em seu primeiro jogo no Brasil desde a Copa do Mundo, o Brasil teve raros momentos de talento para tentar deixar para trás as vergonhosas atuações nas derrotas por 7 a 1 para a Alemanha e 3 a 0 para a Holanda. O time até chegou a ouvir vaias n domingo (7), no Palestra Itália, mas foi salvo por dois lances no primeiro tempo para vencer o México por 2 a 0 em amistoso preparatório para a Copa América.

Diante de quase 40 mil pessoas, a equipe de Dunga errava demais e ouvia vaias aos 25 minutos do primeiro tempo quando, aos 27, Philippe Coutinho girou com o corpo e finalizou quase sem ângulo para abrir o placar. Aos 36, foi a vez de Elias limpar Rafa Márquez com um toque e rolar para Diego Tardelli ampliar. O resto da partida foi um treino sem emoção, mas houve quem gritou “olé” das arquibancadas e o que se ouviu após o apito final foram aplausos.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Antes de estrear na Copa América, o Brasil tem amistoso contra Honduras, na quarta-feira, em Porto Alegre, quando tem chances de contar com seu maior astro: Neymar, que passou o domingo festejando o título europeu em Barcelona. A Seleção estreia na Copa América do Chile no domingo, diante do Peru, pelo grupo C. O México também disputa o torneio e estreia na sexta-feira, contra a Bolívia, pelo grupo A.

Philippe Coutinho abriu o placar no Palestra Itália, no primeiro tempo, após jogada individual na linha de fundo (foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)
Philippe Coutinho abriu o placar no Palestra Itália, no primeiro tempo, após jogada individual na linha de fundo (foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Portal Guaíra com informações da Gazeta Esportiva