Foto: Suez Val
ad

[dropcap color=”#dd3333″]P[/dropcap]elo menos cinco integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra) foram detidos na sexta-feira (18) em Alto Paraíso. A ação foi desencadeada pela Polícia Ambiental de Umuarama na fazenda Lupus, ocupada desde 25 de julho.

Informações preliminares são de que pele menos um hectare foi desmatado, em área de preservação permanente. Foram cortados eucaliptos sem a licença necessária, o que configura crime ambiental.

Os detidos foram encaminhados para a Delegacia de Xambrê e serão transferidos para a 7ª Subdivisão Policial de Umuarama sob acusação de furto de madeira e crime ambiental. Um caminhão e toda a madeira retirada foram apreendidos.

De acordo com o advogado do proprietário da fazenda, que acompanhou o trabalho policial, a propriedade fica localizada no interior do Parque Nacional de Ilha Grande, além de estar integralmente dentro da área de proteção ambiental de Ilha Grande, na chama zona de amortecimento e no corredor biológico do rio Paraná. Por este motivo, existem severas restrições ambientais para qualquer atividade que degrade ou exponha em risco a flora e fauna da região.

Portal Guaíra com informações do OBemdito