O comentarista do Canal Rural Alexandre Garcia acredita que o novo programa de auxílio emergencial deve entrar em vigor até a primeira quinzena de março. As parcelas, provavelmente de R$ 250, serão pagas em março, abril e maio.

“Coincidentemente, foram os piores meses para a nossa economia no ano passado. Depois do susto, nós nos recuperamos”, afirma. Segundo ele, a queda no Produto Interno Bruto (PIB) deve ficar em cerca de 4%, metade do que era previsto pelo Fundo Monetário Nacional (FMI).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

De acordo com Alexandre Garcia, os projetos importantes para a economia brasileira estão andando porque há alinhamento entre os poderes, com conversas frequentes entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, e os presidentes da Câmara e do Senado.

“Isso mostra que nas relações difíceis entre Paulo Guedes e Rodrigo Maia [ex-presidente da Câmara], o problema não era o Paulo Guedes”, diz.

Alexandre Garcia lembra que o novo auxílio emergencial deve atender metade das pessoas abrangidas pelo anterior, tendo critérios mais rígidos, até para evitar que pessoas que não tenham direito acabem recebendo.

“Será feito por emenda constitucional, porque não dá para furar o Teto de Gastos e passar por cima da Lei da Responsabilidade Fiscal. Não dá para dar pedaladas, a gente sabe o que acontece”, comenta, fazendo referência ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Portal Guaíra com informações do Canal Rural