O plantio da soja no Paraná avançou após uma semana com chuvas pelo estado, de acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

Os dados da primeira semana de outubro apontam que os produtores paranaenses semearam 918 mil hectares, o que representa 16% da área estimada para o plantio do grão no estado ao longo da safra de verão.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

“As precipitações possibilitam melhores condições de campo para que as lavouras já semeadas tenham um bom desenvolvimento, e, em algumas regiões, devolvem parte da umidade necessária para dar início ao plantio, trazendo assim expectativa de uma boa safra em relação à produtividade”, aponta o boletim semanal do Deral.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meterologia (Inmet), em Maringá, por exemplo, o acumulado de chuvas em 10 dias foi de 233 milímetros. A média registrada ao longo de todo o mês de outubro é de 153 milímetros.

Por causa disso, em uma semana, o plantio da soja mais do que dobrou no estado.

No mesmo período em 2020, a semeadura tinha sido realizada em 8% da área estimada para o plantio do grão.

A previsão, no entanto, é que as chuvas fiquem mais raras em novembro e dezembro, segundo o Simepar.

Previsão da safra
Segundo o Deral, 5,6 milhões de hectares devem ser ocupados pelo plantio da soja em todo o Paraná na safra de verão de 2021/2022, o que representa um aumento de 1% em relação à safra anterior.

De acordo com as estimativas, o Paraná deve colher 20,1 milhões de toneladas de soja ao longo do ciclo, com uma produtividade de 3,7 toneladas por hectare plantado.

Portal Guaíra com informações do G1