PF intermediou as negociações com o grupo de indígenas (foto: Aílton Santos/O Paraná)
ad

Conforme informações apuradas pela equipe do Portal Guaíra junto Policia Federal (PF) de Guaíra/PR, no final da tarde de segunda-feira (18), após a desocupação da Fazenda São Paulo, na Vila Guarani – divisa entre Guaíra e Terra Roxa, agentes da PF capitaneados pelo Delegado Dr. Marco Smith, encontraram documentos, armas e munições escondidas na mata.

Entre os documentos, consta o planejamento para a invasão da Fazenda São Paulo e o novo nome que os demais índios deveriam chamar o Cacique.

Foram apreendidas uma espingarda calibre .22, uma garrucha de mão calibre .24, uma espingarda artesanal calibre .24.

Segundo informações, todos que participaram da invasão deveriam contar a mesma história, que naquele local seus ancestrais haviam sido enterrados.

A equipe da Polícia Federal que participou da negociação para que os índios deixassem as terras, registram todo o material apreendido.

Ministério Público

Ontem (19) pela manhã, representante dos indígenas e FUNAI, estiveram reunidos no Ministério Público Federal – Procuradoria da República em Guaíra. A reunião foi de portas fechadas e a imprensa não pode acompanhar.

Conforme informações, ainda em 2013, esses mesmos indígenas fizeram um acordo para não invadir mais terras, porém, eles (índios) reclamam da falta de atenção por parte dos municípios, o atraso constante no recebimento de cesta básica.

PF intermediou as negociações com o grupo de indígenas (foto: Aílton Santos/O Paraná)

Redação Portal Guaíra
Foto: Aílton Santos/O Paraná


CLINICA SALUTAR