ad

O número de casos suspeitos do Zika Vírus e da Febre Chikungunya aumentou no último informe da Secretaria de Saúde, divulgado na tarde de quarta-feira (10). São nove pacientes sob investigação. Até semana passada eram cinco notificações.

As cinco pessoas com suspeita de Chikungunya residem nas regiões do Ceprev, Jardim Cruzeiro, Souza Naves, Unipar e Lovat.

Já os casos notificados de Zika somam quatro pacientes, que moram na região do Jardim Cruzeiro, Souza Naves, Unipar e Lovat.

Não houve aumento no número de casos confirmados de dengue, com o registro de quatro pessoas diagnosticadas desde o início do ano, sendo três casos importados e um adquirido na cidade.

Preocupação

O levantamento apontou outros índices que causam preocupação. Os casos suspeitos cresceram assustadoramente no período de sete dias. No informe divulgado no dia 3 de fevereiro, Umuarama somava 95 notificações, mas o número saltou para 147 casos suspeitos, sendo que 115 deles ainda estão sob investigação e apenas 28 foram descartados.

A região com maior concentração de suspeitas continua sendo a do Posto Central (13) e Panorama (13), seguidas pelas proximidades do San Remo (10), Centro Cívico (9) e Vitória Régia (9).

Das 27 regiões mapeadas pela equipe da Secretaria de Saúde, todas tem registros de casos suspeitos de dengue. A situação é alarmante e a estimativa é de um número elevado de casos confirmados no próximo informe.

No detalhamento do perfil dos pacientes em suspeita, a maioria continua sendo na faixa etária de 20 a 49 anos, somando 87 notificações, sendo que 48 deles são de pessoas do sexo feminino.

Portal Guaíra com informações do OBemdito


CLINICA SALUTAR