ad

Por unanimidade de votos, prefeitos da região Oeste decidiram elaborar uma reclamação formal à diretoria da Copel (Companhia Paranaense de Energia), em Curitiba, por causa de constantes quedas e oscilações de eletricidade, tanto em cidades pequenas e médias, quanto em localidades do interior.

Ofício detalhando o assunto e contendo informações sobre os prejuízos que o problema representa, assinado pelo prefeito de Maripá e presidente da Amop, Anderson Bento Maria, e subscrito pelos demais colegas, será entregue ao presidente da companhia, Daniel Pimentel Slaviero, nos próximos dias. A decisão por tornar público o descontentamento foi tomada na mais recente assembleia da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná), realizada nesta sexta-feira (8), em Cascavel.

Segundo os prefeitos, há relatos de perdas com plantéis de animais (aves e suínos), estoques de perecíveis, plantas industriais e dificuldades técnicas das mais diversas, que envolvem desde uma simples oscilação de energia, até blackouts que podem durar horas seguidas.

E, no calor, em que a temperatura alta exige equipamentos frigoríficos e de resfriamento ligados permanentemente, sob o risco de comprometer centenas de operações, o drama é ainda maior. A redução de estruturas e de funcionários da Copel nas cidades de menor porte, também motiva a reclamação, segundo a Amop. De acordo com os prefeitos, a estatal tem priorizado o atendimento remoto, via internet ou telefone.

Portal Guaíra via Assessoria


CLINICA SALUTAR