ad

O deputado Ademar Traiano (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa, está cobrando a APP Sindicato por danos causados à Casa pela invasão da Alep em 2015. A cobrança foi feita no mesmo dia em que recebeu o laudo da Polícia Civil, que confirma o levantamento produzido pela própria Assembleia, sobre os danos na Casa e estabelece o valor dos prejuízos a serem ressarcidos.

A notificação feita por Traiano à APP, acerca dos danos e valores concede um prazo de 30 dias para que a entidade se manifeste, ou pague, voluntariamente, os prejuízos. Caso o Sindicato não cumpra o prazo para o pagamento amigável, a documentação será encaminhada para a Procuradoria Geral do Estado, para tomada das medidas judiciais cabíveis.

Esta semana Traiano recebeu, na Presidência da Assembleia, a diretoria da APP Sindicato. A APP recebeu cópia dos laudos da Assembleia e da Polícia Civil a respeito dos danos provocados pela invasão. O primeiro laudo da Assembleia, elaborado em 29 de agosto, chegou a um valor da ordem de R$ 53.633,47. A conta final, entregue à APP, junto com o laudo da Polícia Civil, chegou a um total de R$ 61.121,54. Traiano, na condição de presidente da Assembleia, é legalmente o guardião e responsável pela integridade pelo patrimônio da Assembleia.

Traiano foi procurado pelo presidente da APP Sindicato, Hermes Silva Leão, e diretores da entidade, acompanhados pelo deputado Professor Lemos (PT). Os diretores da APP tomaram, novamente, conhecimento dos dois laudos sobre os danos provocados pela invasão. A lista com o que foi danificado traz, dentre outros itens, a restauração de portões, grades, portas pantográficas, reposição de vidros, revestimento de pisos de mármore, luminárias, fechaduras e puxadores de portas.

Portal Guaíra via Assessoria/CGN


CLINICA SALUTAR