Juliana Souza Silva, 25 anos, está internada em estado gravíssimo (foto: Facebook)
ad

Uma informação muito importante chegou à redação do Portal Guaíra, logo após a publicação do atropelamento da jovem Juliana Souza Silva, 25 anos, na manhã de ontem (23), na região central da cidade de Guaíra/PR.

Leia também
Guaíra – PM e SAMU atendem grave acidente entre caminhonete e moto

Juliana Souza Silva, 25 anos, está internada em estado gravíssimo (foto: Facebook)

Segundo consta, uma caminhonete GM/S-10, cor preta, placas ARG-8646, teria sido roubada sexta-feira (22) na cidade de Cascavel, fato esse informado aos setores policiais da região e, também, a Delegacia da Policia Rodoviária Federal, em anexo a ponte Ayrton Senna – trajeto usado pelos “cabriteiros” para atravessar veículos roubados para o Paraguai.

Na manhã de sábado (23), por volta das 08h15, quando a S-10 se aproximava do posto da PRF na ponte, o condutor percebeu que seria abordado no bloqueio policial e até fez menção em parar. Porém, em manobra brusca, ele passou por cima do desvio e retornou em alta velocidade para a cidade. Nesse momento, os PRFs adentraram uma viatura e seguiram em busca do veículo que era ocupado por dois homens.

Como a caminhoneta havia fugido em alta velocidade, ao se aproximar do posto de combustíveis próximo ao acesso à ponte, os Policiais perguntaram às pessoas que estavam próximas, se elas haviam visto a direção que uma S-10 seguiu, porém, como sempre acontece, ninguém viu nada, ninguém sabia de nada. Sem ajuda das pessoas, os policiais estavam sozinhos.

Sem rumo definido, eles (policiais) continuaram com as buscas pelos bairros próximos, mas sem sucesso. Quando seguiam sentido a Vila Alta, ouviram pelo rádio de comunicação a informação sobre um atropelamento no centro da cidade, e que o veículo causador do sinistro era uma S-10 de cor preta.

Segundo apurado pelo Portal Guaíra, como a S-10 não atravessou para o Paraguai, e nem foi abandonada pelos ladrões, acredita-se que esteja escondida em algum lugar na cidade de Guaíra.

Se você viu uma caminhonete suspeita, avise a Policia anonimamente. Disque 190 para a PM, 197 para a Polícia Civil, 191 PRF, 194 PF.

Vítima

Juliana Souza Silva, 25 anos, mãe de dois filhos, foi encaminhada em estado gravíssimo até a cidade de Toledo. As 16h30 deu entrada na UTI do Hospital Campagnolo. Por volta das 22h30 foi encaminhada para a sala de cirurgias.

Conforme informações dos familiares, na noite de ontem (23) foi colocado um medidor de pressão na cabeça da Juliana, pois o cérebro está muito inchado. Caso ele continue inchando, será preciso “abrir” a cabeça da paciente.

Segundo a médica que atende a Juliana, devido a esse inchaço no cérebro, ela corre risco de morte e o seu estado é considerado gravíssimo.

Redação Portal Guaíra


CLINICA SALUTAR