ad

Furto em loja de calçados

Na madrugada de ontem (18), por volta das 03h30, a equipe de PMs foi informada pela Central 190 a se deslocar até a Avenida Mate Laranjeira, área central da cidade, onde o solicitante informou que foi acionado alarme de uma loja, e ao chegar notou que a porta frontal de vidro (blindex) estava quebrada, sendo que meliantes se utilizaram de uma pedra para quebrar a porta e adentraram a loja vindo a revirar o caixa, mas não localizaram nada, e subtraíram do interior da loja, segundo o solicitante, 06 pares de tênis no valor estimado cada (par) R$ 600,00. O proprietário foi orientado quanto aos procedimentos a serem adotados e diante dos fatos, na tentativa de localizar os autores, bem como recuperar os produtos do furto, foram efetuadas buscas nas ruas adjacentes, assim com nos bairros próximos, mas não foi localizado nenhum suspeito.

Furto em sitio

Por volta das 10h50, compareceu no 3º Pelotão da PM o solicitante, o qual relatou que no dia 15/10/2016, no horário compreendido entre 10h às 11h30, teve sua residência arrombada. Ao adentrar a moradia notou a falta de um botijão de gás, uma lima e um facão. Ele disse ainda que na entrada do sítio havia rastros de um veículo. A vítima foi orientada.

Furto de folhas de cheques

As 12h compareceu no Pelotão da PM o solicitante, o qual relatou que teve 05 folhas de cheques furtados. Disse ainda que dos cinco, dois foram compensados.

Furto de bicicleta

Na tarde de ontem (18), por volta das 14h, a equipe de serviço em atendimento a central 190, se deslocou até um supermercado onde havia uma pessoa vítima de furto. Quando os Militares chegaram ao local encontraram a solicitante e ela informou que deixou sua bicicleta, de cor rosa e com cestinha na frente do supermercado sem o cadeado, ao retornar não mais a encontrou. Os PMs fizeram buscas nas imediações, porém sem êxito. A vítima foi devidamente orientada.

DOUTOR OLIVEIRA CASTRO

AMEAÇA

Já na noite de ontem, por volta das 21h40, compareceu ao Departamento da PM de Doutor Oliveira Castro a solicitante, mãe de uma menor de 15 anos, e relatou que sua filha teria sido agredida por mulheres adultas e ainda recebeu ameaças, sendo as três mulheres identificadas e que a menor conseguiu pedir socorro para os vizinhos. Diante dos fatos os Militares fizeram as devidas orientações e comunicaram ao Conselho Tutelar para demais providências.

Portal Guaíra com informações da PM/Guaíra


CLINICA SALUTAR