Indígenas – PR e MS se unem e ruralistas querem Congresso nas demarcações

Uma reunião realizada esta semana na sede do Sindicato Rural Patronal de Guaíra reuniu líderes do segmento e representantes do poder executivo da cidade e de outros cinco municípios do Mato Grosso do Sul.

Na pauta, pela terceira vez nos últimos meses, o assunto foi relacionado aos problemas e às preocupações causadas pelas invasões indígenas em cada um deles.

O presidente do Sindicato, Silvanir Rosset, alerta que para a próxima semana, na terça-feira, um novo encontro foi agendado para o dia todo. Nele serão apresentados os números do impacto financeiro e os prejuízos que o setor agropecuário pode sentir com a demarcação das áreas reivindicadas pelos indígenas, de 100 mil hectares nos arredores de Guaíra e Terra Roxa.

Aldeia indígena em Guaíra

Aldeia indígena em Guaíra

No sábado uma reunião organizada pela Caciopar (Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do Paraná) também abordará o assunto.

O presidente do Núcleo dos Sindicatos Rurais do Oeste e presidente do Sindicato em Toledo, Nelson Paludo, reconhece que “algo precisa ser feito e com urgência”. O setor estuda uma mobilização de caráter nacional para chamar a atenção do governo federal. “Sábado será o dia D para tomarmos essa decisão durante a reunião da Caciopar em Terra Roxa”, reforçou.

Segundo Paludo, os ruralistas querem, entre outras providências, que o Congresso participe do processo que definirá as demarcações e que isso não seja feito apenas pela Funai (Fundação Nacional do Índio).

Fonte: Juliet Manfrin/ O Paraná

Tags: , , , , , , , , ,

Sobre o Editor

Editor-Responsável pela autorização de todas as noticias, entrevistas, vídeos e fotos publicadas no PG - Portal Guaíra.com

Os Comentários estão fechados.